10 PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE SEGURO DE VIDA

Seguros são, como o próprio nome sugere, formas de dar segurança àqueles que os contratam. Existem muitas dúvidas sobre seguro de vida, que é um dos tipos comuns no mercado. Beneficiários, valor e limite de idade são algumas questões que aparecem. Se você também tem dúvidas sobre seguro de vida, confira agora!

Para que serve o seguro de vida?

O seguro de vida é uma garantia de proteção financeira em tempos de condições desfavoráveis. Ele se destina aos familiares e dependentes do segurado, no caso de sua morte, ou ao contratante, em caso de invalidez permanente ou doença grave.

Seguro de vida custa caro?

O valor do seguro de vida varia conforme a cobertura, a idade do contratante e o valor investido. Também pode variar conforme o tipo (pessoal ou em grupo). Especialistas apontam duas modalidades de taxas para seguros:

  • Niveladas: entrada de valor alto, mas sem reenquadramento por idade;
  • Calculadas por reenquadramento etário: entrada de valor baixo, mas com reajustes ao longo da vida.

Como funciona o reajuste?

Uma das dúvidas sobre seguro de vida diz respeito ao reajuste. Existe um reajuste anual feito pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), aplicável a todos os seguros. Na modalidade de reenquadramento etário, há também um reajuste próprio, que pode ser anual ou a cada 5 anos.

O reajuste está sempre previsto na condição geral do seguro.

Seguro de vida cobre apenas morte?

A cobertura também é uma das dúvidas sobre seguro de vida. Existem coberturas básicas e adicionais:

Básica: morte por causa natural ou acidental;

Coberturas adicionais: indenização especial de morte por acidente e assistência funeral (individual ou familiar).

Há ainda cobertura por sobrevivência, que integram o seguro de pessoas:

  • Invalidez permanente total ou parcial por acidente;
  • Invalidez funcional ou laborativa permanente por doença;
  • DIT – Diária por Incapacidade Temporária;
  • Doenças graves;
  • Diária por internação hospitalar;
  • Perda de renda (Seguro de DIT, SERIT, entre outros).

Seguro de vida é o mesmo que seguro de acidentes pessoais?

Não. O seguro de acidentes pessoais cobre unicamente a morte ou a invalidez permanente total decorrente de acidente. Já o seguro de vida garante indenização para morte natural ou acidental, sem contar os adicionais.

Existe um limite de idade?

A maior parte dos seguros de vida abrangem até os 65 anos. Mas é possível encontrar seguros comercializados até 85 anos. Varia conforme cada seguradora. No limite mínimo, há uma observação: menores de 14 anos só podem ter coberturas por sobrevivência ou de riscos (reembolso de despesas médicas, hospitalares e odontológicas, e auxílio funeral, decorrentes de acidente pessoal).

Quem pode ser beneficiário do seguro de vida?

Qualquer pessoa apontada pelo segurado na hora da contratação, familiar ou não. É possível substituí-los sempre que desejar. Se o segurado não indicar ninguém, ocorre a seguinte divisão, conforme a lei:

  • Cônjuge não separado judicialmente: recebe metade da indenização;
  • Herdeiros (na ordem de vocação hereditária): outra metade;
  • Segurado sem herdeiros: pessoas que provem que a morte do segurado afetou seus meios necessários à subsistência.

Seguradora pode se negar a fazer um seguro diante de certas condições?

Ela pode perguntar ao interessado se ele se encaixa em alguma condição especial. É o que ocorre com aqueles que praticam esportes radicais, por exemplo. E há casos em que a seguradora pode negar o seguro – declinar a aceitação de risco ou cobrar um valor adicional (prêmio agravado) em função do maior risco que o segurado representa. O interessado não pode omitir essa informação.

Posso contratar simultaneamente mais de um seguro de vida?

Contratação simultânea de seguro de vida também é uma dúvida. Sim, é possível. O segurado pode contratar quantos seguros quiser. Não há limite para o valor da indenização, que varia conforme o capital segurado descrito em cada contrato.

A seguradora pode, porém, solicitar ao interessado informações sobre a existência de outros seguros de vida.

Como recebo a indenização?

O beneficiário, na ocorrência do sinistro, deve apresentar à seguradora toda a documentação necessária para recebimento da indenização, que está prevista no contrato. A partir da apresentação, abre-se um processo de pagamento. Normalmente, o prazo para pagamento é de 30 dias.

As dúvidas sobre seguro de vida são comuns, diante da importância dessa proteção. Caso você ainda tenha questões, deixe seu comentário! Se precisa de ajuda para encontrar o melhor seguro para você, conte conosco. Trabalhamos com as melhores seguradoras do Brasil!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *